Walcyr Carrasco, autor de A Dona do Pedaço (Divulgação/ TV Globo)

Home » Televisão

Walcyr Carrasco é acusado de plágio por cena de A Dona do Pedaço

O autor do atual folhetim das nove da TV Globo, Walcyr Carrasco, viu seu nome envolvido em mais uma polêmica.  Uma jovem alega que o escritor teria se baseado em um conto de sua autoria para criar as cenas em que Vivi (Paolla Oliveira) é humilhada no altar por Camilo (Lee Taylor), em A Dona do Pedaço.

De acordo com o colunista Alessandro Lo-Bianco, do programa A Tarde é Sua, a autora da acusação se chama Karine da Silva e tem 25 anos. Ela, que trabalha com filmagens de casamentos, publicou no dia 3 de maio, na rede social Facebook, um conto fictício de sua própria criação.

O texto criado por Karine falava sobre uma noiva que descobre o amado com outra no motel, fotografa a traição e planeja usar as imagens para se vingar do amado, expondo-o para todos em plena cerimônia – exatamente como Camilo fez com Vivi na novela de Carrasco.

Contudo, como a sua publicação recebeu várias curtidas e compartilhamentos, Karine acredita que partiu dela a inspiração para as cenas escritas por Walcyr e sua equipe. Ela já acionou a Globo judicialmente, exigindo que a emissora comprove que tais roteiros foram redigidos antes de seu conto ser colocado na rede social. Caso isso não aconteça, a moça pretende entrar com um processo formal por plágio contra a platinada.

Não é a primeira vez que Walcyr Carrasco é alvo de uma acusação de violação de direitos autorais. Em 2007, a escritora Shirley Costa Ferreira acusou o novelista de plagiar seu romance Rosácea no enredo de Alma Gêmea (2005), uma das novelas mais famosas de Carrasco.

No mesmo ano, a também roteirista Letícia Dornelles alegou que o autor global teria reproduzido bordões escritos por ela para a vilã Rosana Delaor (Talita Castro), da novela Amigas e Rivais, do SBT, nos diálogos da sua vilã, Ágatha (Cláudia Raia), na sua novela Sete Pecados, na época.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também