Home » Televisão

Tais Araujo fala sobre a presença de negros na mídia

  • - em 21 de outubro de 2019

A escalação de atores e apresentadores negros na TV nos últimos anos além de um avanço demorado mas preciso, é uma necessidade, um direito. Até porque, o Brasil é formado, em sua maioria, por pessoas negras. Com isso, nada mais natural do que vê-las, em maioria, na TV. É assim que a atriz global Tais Araújo analisa esse recorte racial no país. E propriedade no assunto não lhe falta, pois além de atriz, é modelo, apresentadora e produtora.

Na novela Xica da Silva (1996) ela deu voz a uma das mulheres mais importantes da história do Brasil. Tais também ficou marcada na história da teledramaturgia como a primeira atriz negra a protagonizar uma novela das 19h, Da Cor Do Pecado (2004), e também uma trama das 21h, Viver a Viva (2009) na Globo.

Nesse momento, ela se prepara para apresentar mais uma temporada do PopStar aos domingos, e ainda esse ano estreia em Amor de Mãe, nova novela das 21h, que substitui A Dona do Pedaço, como uma advogada.

A atriz recentemente falou sobre a questão racial nas mídia, em entrevista ao Observatório da UOL. Sobre representatividade a apresentadora dominical pontuou:“Melhorou muito. Hoje em dia não tem um ou dois atores escalados. Tinha novelas que nem negros tinham, a qualidade dos personagens também melhorou. Não tinha uma dramaturgia voltada para elas, esses personagens serviam de escada, não tinham uma história própria. Nesse sentido melhorou muito, sim, e pra melhor”.

E ainda completa:“Estamos num processo de mudança. O ideal é ver o que acontece na rua sendo representado na televisão. O ideal é ligar a televisão e não parecer que a gente está na Suécia. Ainda não estamos no ideal, mas estamos no caminho”.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Ver também