Home » Televisão

Protagonistas de O Diário de Daniela se encontram após 17 anos

A geração de crianças do começo deste milênio, certamente se lembra da novelinha infantil, O Diário de Daniela, exibida pelo SBT nos anos 2000. Daniela Luján e Martín Ricca protagonizaram a atração da Televisa. Após 17 anos de terem contracenado pela última vez, os dois tiveram um reencontro inesperado nesta semana na cidade de Monterrey, no México.

Daniela, que interpretava a protagonista de mesmo nome na novela, fez questão de registrar o momento do reencontro e compartilhar com seus seguidores no Instagram. “Parem tudo! Este é o melhor tbt! Por coincidências da vida e sem planejar nada, encontrei essa pessoinha em Monterrey! 15 ou 16 anos sem vê-lo, e é um prazer tão grande encontrá-lo tão bem, tão simpático, esbanjando talento!”, disse Daniela na legenda, que hoje tem 31 anos.

“Não consigo descrever a sensação que tive ao revê-lo. Milhares de emoções e lembranças surgiram direto na minha mente e no meu coração. Com ele compartilhei grande parte da minha infância e minha adolescência, e vivemos um montão de coisas juntos!”, recordou ainda Luján.

“Que bom te ver, Martín Ricca. Que você continue triunfando como sempre, com essa essência que te fez conquistar o público e permanecer por tantos anos no coração dele”, finalizou Luján, que recentemente participou da novela Por Amar Sin Ley.

Vale lembrar que Daniela ficou conhecida no Brasil ao protagonizar Luz Clarita, exibida em 1999 na emissora de Silvio Santos. Em O Diário de Daniela, ela dava vida a uma garota que sonhava em ser cantora e vivia aventuras no teatro de seu pai. Já Martín Ricca interpretou Martin, garoto vítima da violência doméstica do próprio padrasto, Gustavo (David Ostrosky).

Em 2002, a dupla voltou a contracenar juntos na reta final de Cúmplices de um Resgate. Daniela entrou na novela substituindo Belinda no papel das gêmeas Mariana e Silvana. Ricca, por sua vez, surgiu logo em seguida, interpretando a si mesmo e formando par com uma das protagonistas.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também