Fernanda Gentil. (Divulgação: Globo)

Home » Televisão

Fernanda Gentil fala sobre suposta rejeição das donas de casa

  • - em 20 de setembro de 2019

Ansiosa para a estreia que ocorre no próximo dia 30, Fernanda Gentil vem dando uma série de entrevistas. Se Joga, atração comandada por ela e um time que inclui Fabiana Karla e Érico Brás, é em formato divertido e será exibido logo após o Jornal Hoje, como tentativa do canal de melhorar os índices alcançados na faixa.

Em entrevista feita pelo jornalista André Romano ao Observatório da Televisão, Gentil, que deixou a área esportiva e migrou para o entretenimento da emissora, falou sobre o novo desafio profissional e como está lidando com a importante mudança na carreira. Confira a entrevista feia inteiramente pelo portal:

“O perfil do programa é mulheres 50+ e também jovens que estão voltando do colégio ou antes de ir. É bem diversificado, mas a essência da pesquisa sempre foi família. Por isso é essa mistura de tudo. É de tudo muito, e não de tudo um pouco”, analisou a estrela, garantindo ainda que não se censura.

“Prefiro não gastar meu tempo pensando no que não posso fazer, não posso falar. O meu trilho é a naturalidade. Se minha consciência diz que não estou errada, ninguém vai dizer. Tento ter essa leveza em tudo que eu faço”, refletiu.

A estrela negou estar com medo da nova empreitada. “Muita ansiedade, curiosidade, querer começar logo. O ao vivo tem uma adrenalina diferente. Quero logo que aconteça”, afirmou.

Indagada sobre a postura de manter os pés no chão e se manter humilde, a loira declarou que a naturalidade é a sua palavra-chave. “Não deixo de ser jornalista em nenhum momento. Não perco nenhum segundo do meu dia pensando que tô com visibilidade, que estou conhecida, as minhas questões são outras. São dentro da minha casa, com a minha família, como eu posso ajudar alguém, o que está sobrando que posso doar, como inserir meus filhos nesse pensamento, o que posso deixar de melhor. As minhas prioridades são essas”, analisou.

Com relação à notícia de que teria sido rejeitada numa pesquisa feita pela emissora com donas de casa, Fernanda disse que não foi afetada. “Estou em paz, tranquila, certa do que eu sou e de como o público me recebe”, ponderou.

“Pra me abalar tem que ir num buraco mais embaixo. Tem que falar de mi como mãe, que sou mentirosa, atingir meu caráter, aí eu começo a me movimentar, quem sabe se valer a pena. De resto, tá tudo no jogo”, declarou.

“Foi muito delicado porque era um sonho que eu tinha, trabalhei a vida toda pra fazer esporte. Passa aquele filme na cabeça, é inevitável. Fiquei num dilema, ‘Será que estou traindo as minhas raízes? Estou negando o que sempre quis?’, mas entendi na terapia que são ciclos”, destacou.

“Foram 10 anos, três Copas do Mundo, duas Olimpíadas, cheguei num lugar de ‘E depois? O que vou fazer?’. Só eu sei o que eu fiz, o que passei, do que abri mão. Consegui e me vi tendo que encerrar esse ciclo para abrir outro. Não queria ‘ter que’, mas foi necessário porque eu tinha essa inquietação dentro de mim”, afirmou.

“Aí surge essa oportunidade, amplio mais o meu canal de comunicação, mudo o assunto, outro tom, outro temo. Fiz uma preparação de voz, corporal, para eu poder virar essa chave”, apontou.

Questionada se a saída de Reinaldo Gottino do Balanço Geral SP foi algo positivo para a nova atração, Fernanda disse que soube por alto sobre a informação, mas que algo que não entra no pensamento da equipe.

“Se for parar para olhar para fora e preocupar com quem está no nosso horário, a gente acaba deixando o de dentro, que é o mais importante. Óbvio que a gente analisou o que acontece nesse horário na TV, não só no Brasil. A gente passou semanas vendo referências, mas não como estratégia”, ponderou.

“Vamos pensar no nosso, o que a gente pode fazer, falar, o que o telespectador vai ganhar. Se cada um fazer o seu direitinho, vai ganhar quem tem que ganhar, quem é o telespectador. Se cerca do que está rolando, mas como referência e não concorrência”, argumentou.

Fonte: Observatório dos Famosos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Ver também