Home » Televisão

Escritor que processou Aguinaldo Silva debocha da demissão do autor

Silvio Cerceau, escritor que processou o autor Aguinaldo Silva, acusando-o de plágio na concepção de O Sétimo Guardião, debochou da demissão de Aguinaldo da TV Globo, anunciada pela emissora nesta quinta-feira (2). Em sua conta no Instagram, Cerceau não escondeu a felicidade pela saída de seu inimigo.

“Rindo horrores”, escreveu ele em um post, que foi apagado posteriormente. Pouco depois, ele escreveu numa nova postagem, que não havia sido apagada até o fechamento da reportagem. “Cada um colhe o que planta”, disse ele. “Eita, temos indiretas”, disse um seguidor de Cerceau.

Silvio Cerceau, um dos mais de 20 alunos de uma das Master Classes que Aguinaldo Silva passou a desenvolver nos anos 2010, entrou na Justiça contra o novelista em 2017 alegando que sua então próxima novela, O Sétimo Guardião, seria um plágio de uma criação dele e de todos os seus colegas.

A questão correu, e em novembro de 2018 a novela enfim estreou, após adiamentos. Nesse ínterim, a produção chegou a ser cancelada pela Globo, que encomendou outra história a Aguinaldo, mas acabou voltando atrás. Os nomes de todos os alunos do curso foram creditados sempre no encerramento dos capítulos e a questão do plágio foi sempre negada ou minimizada. No entanto, fato é que a polêmica criada não pegou nada bem.

Aguinaldo tinha contrato com a emissora carioca até setembro de 2020, mas a Globo decidiu não renovar ele. O último trabalho de Aguinaldo Silva na TV foi a novela O Sétimo Guardião, exibida entre novembro de 2018 e maio de 2019.

Escritor que processou Aguinaldo Silva debocha de sua demissão da Globo (Reprodução/Globo)

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também