Bob Esponja

Home » Séries

Controvérsia sobre Bob Esponja ser gay ressurge

  • - em 26 de dezembro de 2019

Bob Esponja não está a salvo de controvérsias, e a maior delas é sobre Bob Esponja ser gay e “tentar tornar as crianças gays”. Bob Esponja foi criado por Stephen Hillenburg e estreou na Nickelodeon em 1999, tornando-se uma das séries de animação americanas mais duradouras e que também se expandiu com sucesso para outras mídias.

Bob Esponja segue as aventuras diárias do personagem-título (uma esponja do mar que parece uma esponja de cozinha) ao lado de seus melhores amigos Patrick, Sandy, seu vizinho Lula Molusco, seu chefe Seu Siriguejo e seu “inimigo” Plankton. Bob Esponja esteve envolvido em todos os tipos de aventuras e situações difíceis, mas ele sempre consegue se destacar graças à sua natureza sempre alegre e otimista, o que, por sua vez, lhe rendeu algumas críticas sérias.

O personagem foi acusado de promover a homossexualidade, com vários grupos expressando seu desconforto e até exigindo que a Nickelodeon parasse de transmitir o programa. Claro, isso não impediu Bob Esponja de continuar suas aventuras subaquáticas, mas é um arquivo desnecessário na história do programa.

Como em muitos outros desenhos da década de 1990, os personagens não foram criados com uma preferência sexual, pois esse não é o objetivo do programa, e mesmo que fosse esse o caso, não há nada de errado com a diversidade nos programas infantis (como visto nos desenhos modernos). Se é necessário que haja um rótulo sobre Bob Esponja, que seja o de um personagem assexuado, como disse seu criador, simplesmente porque a espécie de Bob Esponja é assim.

No final, a Nickelodeon sabe do que realmente trata o programa e continua trabalhando nos novos episódios de Bob Esponja, apesar das controvérsias sobre seu personagem principal.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também