Pyong Lee BBB 20 (Reprodução/TVGlobo)

Home » Realities

Polícia abre investigação para avaliar suposto assédio de Pyong Lee no BBB

Na última terça-feira (11), a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) decidiu abrir uma nova investigação envolvendo o Big Brother Brasil 20. Desta vez, o motivo da investigação será sobre a suposta acusação de assédio do hipnólogo Pyong Lee dentro do programa da TV Globo.

Em entrevista ao jornal Extra, a delegada titular da Deam de Jacarepaguá, Catarina Noble, informou que teve conhecimento do caso através das redes sociais. As imagens serão avaliadas e os envolvidos serão ouvidos logo mais.

“Não estou afirmando que isso aconteceu, mas vamos apurar tudo. Esse tipo de comportamento de alisar as moças sem o consentimento delas deve ser combatido dentro e fora do programa”, disse a delegada.

“Nós entendemos que essa espera para ouvir tanto o Pyong como as moças envolvidas não afetará a investigação. Imagino que no prazo de três meses, que é o tempo de terminar o programa, todos sejam ouvidos e a investigação seja concluída”, completou.

Procurada para responder sobre o caso, a assessoria de Pyong está otimista quanto a investigação, já que acredita que o assunto foi encerrado logo em seguida do suposto assédio.

“Soubemos do inquérito através da matéria, mas estamos convencidos de que todas as pessoas envolvidas com a suposta situação já deixaram claro que não se sentiram incomodadas, além da relação entre eles ter continuado em amizade e muito positiva”, disse a assessoria do brother.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também