Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Rômulo Estrela) em Bom Sucesso

Home » Novelas

Rômulo Estrela comenta final de Marcos e Paloma em Bom Sucesso

O ator Rômulo Estrela está encerrando mais um trabalho na TV. Dessa vez, o ator deu vida ao personagem Marcos, em Bom Sucesso que surpreendeu por ter tido uma grande evolução durante a trama. O rapaz criou um grande vinculo com Paloma, personagem da atriz Grazi Massafera e eles prometem arrancar suspiros dos fãs do casal Maloma nos momentos finais.

Em entrevista ao portal Observatório da Televisão, Rômulo comentou sobre a reta final de Bom Sucesso e ainda revelou que pretende fazer uma pausa para descansar e curtir a família. Confira:

Como está sendo a reta final do Marcos?

“Essa semana eu estava falando sobre isso, ele começou de um jeito e agora se encontra em um outro lugar. O trabalho que a gente faz, é um trabalho aberto e que sofre muita interferência do público. Como os capítulos são entregues semanalmente e existe uma frente de no máximo 30 capítulos, até o início do último texto você ainda consegue fazer muitas mudanças.

Partindo daí, é de se esperar que todos os personagens até o fim sofram mudanças. Isso é uma das coisas mais bonitas, porque não é só o personagem que muda, são as relações que mudam. A relação do Marcos com o pai, a relação dele com a Nana na editora evoluiu, a história de amor dele com a Paloma caminhou para um lugar diferente.

Agora no final a gente já pensa em ficar ficar juntos, é o que todo mundo espera, ele construir uma família ao lado dessa mulher. A relação com o Ramon também era uma disputa e agora é uma parceria, uma amizade que se constrói e eu fico muito feliz em encontrar essa curva nos meus personagens. […] Quando a gente fala que na reta final estamos cansados, é porque exige muito da gente tudo isso. São seis, sete meses vivendo esse personagem.”

O público abraçou a Paloma e o Marcos, como você vê isso? Muita gente te elogiou também por você ter evoluído como ator.

“É muito legal, eu acompanho sempre que posso. […] É bom ouvir que a gente evoluiu, que a gente foi para um outro lugar, eu fico muito feliz. Acho que essa é uma das camadas do personagem, uma das histórias que Bom Sucesso conta, essa relação do Marcos com a Paloma e acho uma história muito bonita, uma relação de evolução mesmo. Acho que também o público se identifica porque ela é humana, ela está muito próxima do que a gente conhece.”

Como você lidou com as transformações do personagem em relação a maturidade? Qual foi o momento mais difícil para você nessa mudança?

“O que eu percebo que a trajetória do Marcos foi de provação, ele teve que provar para o pai que ele não era mais um irresponsável. Apesar dele tocar um bar em búzios, viver uma vida mais simples, abrir mão da editora e morar naquela casa, mas sim, ele viveu um dia após o outro e aí está a beleza da vida dele.

Tudo bem viver assim, ele nunca enganou ninguém, ele nunca falou nada diferente disso, inclusive para a Paloma. O bonito de ver nessas relações, é que ele se permitiu ver o outro lado. […] Inevitavelmente, eu acho que ele evolui, mas ele evolui também sem se violentar tanto, assim foi também na relação com a Paloma. No meio da novela ele saiu da casa do pai para não ficar assediando ela, apesar que ele não assediava, isso nunca aconteceu.

Mas de uma certa forma, como ele sentia uma atração muito grande por ela, ele quis aprender a controlar isso. […] Eu acho que uma das nossas vantagens, é que o texto de Bom Sucesso é muito bem embasado, muito bem escrito, as cenas são todas coerentes. Quando você vê as mudanças de um personagem desse, fica claro.”

Qual o maior ensinamento que você leva do Marcos para a vida?

“Eu falo que eu emprestei muito do Rômulo para o personagem, mas também absorvi muita coisa da escrita dos autores. Algumas cenas e situações me ensinaram muita coisa, é um personagem que marca a minha carreira… Mas tem uma coisa em Bom Sucesso, entre tantos temas e questões que a gente abordou, que é essa…

Aceitar a morte ou falar desse assunto de uma maneira mais tranquila ou sem tanto medo. Porque é isso que acontece, a gente sabe que vai acontecer, mas a gente tem um medo absurdo de discutir isso.”

Você emendou vários trabalhos, agora você vai se dar um tempo?

“Eu vou dar um tempo, dar uma descansada. Acho importante parar, acho importante esse momento, reorganizar essas ideias. Passei por uma fase difícil, de aceitar que eu estava muito tempo fora de casa trabalhando, mas também relaxei um pouco mais em relação a isso. Eu acho que agora é o momento de parar, entender, respirar e absorver o que foi essa novela e essa trajetória para partir a novos trabalhos.”

Bom Sucesso é exibida de segunda a sábado, às 19h35, pela TV Globo.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também