Home » Novelas

Lúcio coloca Isabel contra a parede e questiona sentimentos da jovem

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, da TV Globo, Lúcio (Jhona Burjack) percebe que algo em seu namoro com Isabel (Giullia Buscacio) está completamente em desalinho. O jovem se dedica, é amoroso, mas acaba não vendo todo esse sentimento como via de mão dupla, pois a garota, voluntariosa não lhe dá amor, carinho, e até evita usar o camafeu com o qual ele a presenteou. Toda essa percepção levará a uma conversa franca.

Tudo começa quando o filho de Genu (Kelzy Ecard) fica incomodado ao ouvir de Soraia (Rayssa Bratillieri), que a namorada dançou com outro homem no baile, assim que ele foi embora do local acompanhando a irmã. Lili (Triz Pariz), pede que o irmão não fique chateado, e surpreenda a moça, já que considera que ela é uma ‘novidadeira’. E assim Lúcio faz.

O jovem vai até o clube onde sabe que Isabel faz aulas de dança, mas ela que está no local dançando com Felício (Paulo Rocha), homem pelo qual ficou encantada, se esconde ao perceber a entrada do namorado, e mais tarde, ela diz que saiu da aula mais cedo, e questiona o motivo de Lúcio ter ido ao clube já que reclama sempre de lá.

“Não reclamo por isso. Mas porque você podia se interessar por outras coisas. Às vezes bota todo seu empenho por aulas de dança, bailes, vestidos, sapatos. Sua família está passando por dificuldades. Mas parece que nem liga!”, dispara ele que ouve da namorada que ela quer se divertir como garotas da sua idade.

Incomodado, Lúcio diz que ela sequer usa o camafeu que ele lhe deu, e que ele como seu namorado parece nunca estar incluído em seus planos. “É tão verdadeira com seus sentimentos, mas será que está sendo com a gente, Isabel?”, dispara fazendo a filha caçula de Lola (Gloria Pires) se sentir mal consigo mesma. A garota reflete, percebe que não está sendo sincera com ele e o procura em sua casa.

“Preciso te devolver duas coisas muito preciosas, Lúcio. Primeiro, minha gratidão. Por você ter sido sempre tão amoroso e incansável quando mais precisei. E a outra… Eu não quero ficar com este camafeu. É seu”, diz entregando a ele o objeto. Atônito, ele pergunta se ela está terminando o namoro.

“Um dia, me pediu para eu te ensinar a gostar de mim. Pelo visto, falhei miseravelmente. Mas quero saber onde eu errei! Sempre fui seu amigo, Isabel. Por que não conversa comigo?”, pergunta.

“Eu quero mais que um amigo. Você não sabe que o coração não é uma coisa que a gente domina? O pensamento, sim, mas o coração não! Eu gosto de você. Mas como um irmão, um amigo. Pensei que se a gente namorasse, eu ia me apaixonar. Mas o que posso fazer? Me desculpa. Eu preciso de… De emoção, Lúcio! De frio no estômago. Um pouco de experiência, somos muitos jovens, temos quase a mesma idade. Ah, não sei… Não quero te magoar. Quero continuar sendo sua amiga”.

Mas magoado, o rapaz apenas devolve o camafeu para ela e diz antes de sair: “A sua amizade não quero, Isabel. Fique com ela e com o camafeu. É seu”.

Éramos Seis é exibida de segunda a sábado, às 18h30, pela TV Globo.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também