Inês (Carol Macedo) em Éramos Seis

Home » Novelas

Inês pede que Carlos escolha entre ela e sua família

Em Éramos Seis, da TV Globo, Inês (Carol Macedo), aceitou a mãe de volta e se reconciliou com ela depois de todas as mentiras que a mesma contou. Agora, alguns meses se passaram desde que elas voltaram a viver juntas na casa de Afonso (Cássio Gabus Mendes), e Shirley (Bárbara Reis) vai encher a cabeça da garota, que colocará Carlos (Danilo Mesquita) contra a parede.

Depois de ser quase expulsa de lá por Afonso, que se diz disposto a pagar um aluguel para ela ir embora, Shirley vai até Inês cheia de segundas intenções, dizendo que fez tudo o que João Aranha (Caco Ciocler) queria, e acabou se anulando. A mulher joga uma alfinetada, dizendo que o namoro da filha parece monótono.

Shirley pergunta se Inês não tem pressa em casar-se com Carlos, e ouve a seguinte resposta: “Decidimos esperar um tempo. Até ele conseguir juntar um dinheiro pra pagar a casa da mãe”. “Ah, então ele decidiu. Sua vontade conta e a dele também. Assim é o amor… Carlos é um rapaz muito ajuizado. E muito apegado a mãe. Quando casar deve querer morar naquela casa”.

Incomodada, a enfermeira pergunta onde a mãe quer chegar com toda essa conversa. “Que batalhe por sua vontade como diz que fará. E que mantenha este amor fervendo. Que se é pra amar, que não seja demais, nem de menos. Por que isso também não dá certo. Tem o meu exemplo dos dois modos pra olhar. Depois ó.. Babau”, dispara deixando a jovem pensativa.

Mais tarde, após uns amassos com Carlos, Inês começa a pressiona-lo e pergunta até quando eles vão ter que esperar para casarem, e serem felizes juntos, apenas os dois. “Carlos, calma não tem nada a ver com amor. Eu estou cansada. Chegou a hora de tomar uma decisão… Não quero esperar tanto. Se você gosta de mim… Chegou a hora de ficarmos juntos sozinhos. Você precisa escolher entre a sua família e eu…”, dispara deixando o filho mais velho de Lola (Gloria Pires) em choque.

Éramos Seis é exibida de segunda a sábado, às 18h30, na TV Globo.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também