Nicolas Prattes como Alfredo em Éramos Seis.

Home » Novelas

Com pai doente, Alfredo tenta reaproximação de Júlio

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, da TV Globo, a relação difícil entre pai e filho terá uma ‘trégua’, no que depender de ambos. Júlio, cansado das constantes brigas com Alfredo, chama o filho para uma conversa séria. Lola vai até o quarto do Alfredo e o sacode: “Lave o rosto, seu pai quer falar com você“, diz ela. “Vou me apresentar ao carrasco, e ele vai reclamar que faltei o jantar. Mas em minha defesa, faltei porque não quis mentir“, responde Alfredo, irônico.

A mãe rebate ameaçando esfolar ele vivo caso diga alguma coisa a Júlio. “Não vou falar, mãe, não quero aborrecer você“. Lola dá um beijo no filho e diz: “Então não faz nenhuma besteira“. Já no quarto do pai, os conselhos: “Entre e feche a porta Alfredo. Eu quero conversar com você“, fala Júlio, de pijama, fazendo esforço para sentar-se na cama e conversar com o filho.

Alfredo apesar de tudo tem medo do pai, além da preocupação de não deixá-lo nervoso demais devido a sua saúde frágil. “Sente aí“, pede Júlio. Alfredo puxa uma cadeira do quarto e senta-se. Júlio faz uma pausa, procura as palavras para começar a conversa… “Pai, eu não apareci ontem porque tive um compromisso, não consegui avisar antes“, explica o jovem.

Júlio interrompe a fala do filho: “Já imagino que tipo de compromisso. Farra“. Alfredo pensa em Lola e evita o confronto aberto. O patriarca da família Lemos continua: “Alfredo, eu sei que você não é um mau filho… É até amoroso e dedicado com sua mãe. Mas não quer levar a vida a sério. E isso fere. Sabe que na sua idade eu já trabalhava no armazém do meu pai das seis às seis?“.

“Eu já conheço a sua história, pai. Talvez eu não tenha a sua força de vontade”, responde Alfredo. Júlio conta um pouco de sua vida, explica que teve de escolher entre os estudos e o trabalho. Disse que não teve opção. E sugere que o filho faça o mesmo, mesmo bem de sua família e do seu futuro.

Pai e filho se unem

“Se não quer estudar, seguir curso superior, não estude… Mas o segundo ciclo você precisa completar“, diz. “Eu vou terminar“, responde Alfredo, mesmo incerto. Júlio se surpreende, não esperava. Mas concorda com o filho.

“O que magoa, pai, é a distância entre nós. Se chegava em casa toda santa noite mal/ Geralmente só entrava pra dar bronca. Nunca estava satisfeito, nenhuma palavra de incentivo. Fala que sacrificou a vida pelos filhos, mas de que adiantou pro senhor? Quero outro tipo de vida para mim, outro horizonte“, conclui o filho.

A séria conversa se prolonga e os dois selam uma nova chance na relação entre pai e filho. “Eu quero ter orgulho de você”, diz Júlio que posteriormente afirma que a doença mexeu com ele. Alfredo diz que o pai não vai morrer e que eles tentem retomar a amizade. “Mas me ajuda, Alfredo? Posso contar com você?“. “Vamos tentar, pai. Uma trégua“. “Uma trégua. (aliviado) Já é um bom começo…“.

Éramos Seis é exibida de segunda a sábado, às 18h30, pela TV Globo.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também