Sergio Guizé

Home » Novelas

Chiclete revela para Vivi que iria assassiná-la

Em A Dona do Pedaço, novela de Walcyr Carrasco, Chiclete (Sergio Guizé) veio para São Paulo com a missão de assassinar Vivi Guedes (Paolla Oliveira), contratado por Cosme (Osvaldo Mil) para vingar a morte de Edilene (Cyntia Senek). Só que ele não imaginava que iria se apaixonar pela sua vítima. Depois de matar Cosme para defender Vivi, ele passa a ser visto com desconfiança pela blogueira.

Vivi nunca engoliu o fato de ele andar armado e atirar tão bem, o que dará margem a uma longa conversa entre eles, cheia de revelações. Desconfiada e querendo realmente saber o que Chiclete faz da vida, já que ele sempre dizia que foi até a capital paulista entregar uma encomenda, ela decide colocá-lo contra a parede.

Tudo começa quando Virgínia vê o namorado ameaçar Leandro (Guilherme Leicam), por ele ter feito uma confusão com os documentos relacionados à posse da fábrica de Maria da Paz (Juliana Paes). “Eu por mim te abatia aqui mesmo, pra não fazer mais burrada”, fala o justiceiro, deixando Vivi assustada.

Mais tarde, em seu quarto, Vivi resolve ser direta com o namorado e diz que tem muita coisa que o rapaz precisa urgentemente explicar e inclusive sobre quem realmente é. “Chiclete, eu te conheci como motorista da Jô. Eu me apaixonei por você motorista. Mas acontece que… muita coisa foi acontecendo… muita coisa sem explicação… O fato de sempre andar com um revólver. Mas depois, na tentativa de assalto… que você impediu… sempre tava de revólver e parecia saber usar muito bem… Depois… quando o Cosme me ameaçou. Não hesitou em atirar”, diz a morena.

O rapaz, então, argumenta que onde mora, é comum que as pessoas andem armadas, e que somente atirou em Cosme para salvar a vida dela. A influenciadora digital diz que ficou grata por ter sido salva, mas sempre ficou desconfiada sobre a facilidade do bonitão em atirar em um homem. “… Eu já vi em outras ocasiões, pra você é muito fácil… ameaçar, falar em morte… Hoje mesmo na academia… brigou com o rapaz…” continua ela, que se espanta mais ainda ao saber que Chiclete e Leandro são quase parentes, e mesmo assim, que ele foi ameaçado de morte pelo amado.

“Chiclete, é tão fácil botar a mão no revólver? Tão fácil assim? Do que você vive, Chiclete?”, pergunta Vivi que afirma não achar possível que ele viva apenas do gado e das terras deixadas pelo pai, já que foi até o local, e viu que era uma fazendinha muito simples. “Cê vai ser minha mulher, Vivi. Tem que saber de tudo. Eu encomendava almas. Meu pai, meus parentes… toda a família… vivia de encomendar almas. A pessoa ia lá, pagava, dava o nome, endereço… e a família encomendava a alma dela”, começa ele.

Vivi entra em choque com a revelação de Chiclete. “Entregava o corpo. A gente era justiceiro, Vivi. E foi assim… que cheguei até você. O Cosme foi até o Espírito Santo. Pagou pro meu pai a vingança da morte da filha dele. Queria que seu pai sentisse a mesma dor que ele sentiu”, continua Chiclete. Vivi, então, relembra as palavras de Cosme antes de morrer, em que ele dizia exatamente isso.

“Eu vou te explicar, Vivi. Olho no olho. Eu vivia de encomendar almas. Eu era justiceiro. Você era minha encomenda. Você era a alma que eu tinha que entregar”, conta Chiclete, deixando Vivi completamente arrasada.

O capítulo está previsto para ser exibido no dia 24 de agosto, na TV Globo.

Fonte: Observatório da Televisão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Ver também